O TCE informa que, devido à manutenção dos servidores de banco de dados do Tribunal, todos os sistemas corporativos ficarão indisponíveis
no próximo sábado (23), das 7h às 18h.


Superando todas as expectativas, a abertura da Semana Arte TCE, nesta quarta-feira (6), foi um sucesso e reuniu grande parte dos servidores e funcionários no térreo da sede da instituição. O evento foi iniciado às 9h, com as boas-vindas do presidente, Marcos Loreto, e dos conselheiros Valdecir Pascoal e Carlos Neves, além da apresentação de um grupo de rabequeiros formado por ex-alunos do músico Cláudio Rabeca, entre eles, a servidora do Tribunal, Isildinha de Oliveira.

A feira, cuja organização é uma parceria entre as gerências da Presidência (GPRE) e de Desenvolvimento de Pessoas e Desempenho Funcional (GDDF), funcionará até a sexta-feira (08), sempre das 8h às 15h. Ao todo, estão participando 92 expositores com uma grande variedade de artigos artesanais, como bijuterias, bordados, peças de vestuário, pintura, cerâmica, madeira, mosaico, porcelana, entre outros. A entrada é gratuita e aberta ao público externo.

Andréa Miranda, gerente da GDDF, explica que a ideia é difundir a cultura local, pois o evento busca evidenciar os artistas e artesãos expositores. “Tem histórias de pessoas que expuseram suas peças pela primeira vez aqui no TCE, no ano passado, e desde então têm participado de várias feiras. Essa iniciativa é um abrir de portas para a atividade do artista e do artesão. Estamos fazendo a segunda edição porque no ano passado foi um sucesso e, na primeira manhã deste ano, já conseguimos ver que vamos bater recordes!”, comemorou. 

De acordo com ela, o evento está cheio de novidades. “Montamos um corredor voltado para a venda de alimentos e bebidas que não podem ser consumidos de imediato, como mel, cachaça, rapadura, geleias, queijos; e outra novidade é uma ala localizada na entrada do Tribunal com artigos de seis artesãos de sucesso que convidamos para expor na feira", afirmou ela. São eles: Espedito Veloso de Carvalho, Heleno da Luz dos Santo, Jaime Nicola de Oliveira, Josemar Santana da Silva, Marcos Paulo da Costa e Wandenkolk Walter Tinoco.

A expositora Daniele Melo da Silva, à frente da marca Negra Dany, disse estar animada para os próximos dias. "Eu estou no mercado há pouco mais de três anos, trabalhando com acessórios, como brincos, bolsas e turbantes. No início, tudo foi pensado para a mulher negra, mas depois foi expandido para toda a população. Acho muito importante o Tribunal abrir as portas para a arte e o artesanato, incluindo empreendedores afro. É muito bom estar aqui", falou. 

Entre os 92 participantes da feira, 14 são servidores do próprio Tribunal de Contas. Cláudia Álvares, gerente de Tesouraria e Controle Financeiro (GETE), é uma delas. "No ano passado, eu não participei como expositora, mas já achei incrível. Agora, estou tendo a oportunidade de apresentar meu artesanato. É muito interessante, pois esse evento faz com que você descubra que seu colega de sala se dedica a uma atividade como essa e você nem fazia ideia. Pessoas que eu conheço há mais de 10 anos se surpreendendo com os meus artigos, por exemplo. Isso é bem legal", contou.

- CONFIRA MAIS IMAGENS DO EVENTO - 

Gerência de Jornalismo (GEJO), 07/11/2019