Informamos que nos próximos dias 12, 13 e 14 de novembro não serão realizadas sessões de julgamento na 1ª Câmara (dias 12 e 14), 2° Câmara (dia 14) e no Pleno do TCE (13). Os processos pautados para a citadas datas poderão ser, a critério de cada relator, reagendados para as pautas seguintes. A sessão da 2ª Câmara do dia 12 acontecerá normalmente.

Imagem de Nossa Senhora do Carmo na Sede do TCE-PEO Tribunal de Contas de Pernambuco recebeu, na manhã desta segunda-feira (01), a visita da imagem peregrina da padroeira do Recife, Nossa Senhora do Carmo. O andor com a imagem da santa foi recebido na entrada do edifício Dom Helder pelo presidente Marcos Loreto. Em seguida os servidores participaram de um momento de leitura do Evangelho, orações e bênçãos. Os conselheiros Carlos Porto e Ranilson Ramos também estiveram presentes.

Durante as orações, o Frei Cassiano Barbosa lembrou da perda recente do conselheiro João Carneiro Campos, que entristeceu o Tribunal de Contas e falou sobre a importância da confiança no amor de Deus em um momento de dor e dificuldade. "Que Nossa Senhora venha abraçar esse espaço, já que estão sentidos pela passagem do conselheiro João Campos", falou. "Apesar da laicidade das instituições, os indivíduos precisam da espiritualidade. Precisamos aproveitar mais nossa família, nossos amigos. Não sabemos o dia de amanhã e a vida nos ensina. Vocês perderam não só um amigo, um colega de trabalho, mas ganharam um irmão que agora está ao lado de Deus", completou Frei Cassiano. 

O padre Carlos Magno, que é servidor do TCE, também participou da celebração, reforçando a importância do momento de orações à Nossa Senhora. 

O presidente Marcos Loreto agradeceu a visita da imagem neste período de luto. "É com muita comoção que recebemos aqui a imagem de Nossa Senhora do Carmo. É uma coincidência divina esta visita acontecer logo agora que estamos todos precisando de conforto. Além da emoção, da força que carrega Nossa Senhora, a emoção que sentimos com a perda tão precoce de um irmão, um colega de trabalho. Gostaria de agradecer por termos sido escolhidos para receber essa exposição", disse o presidente.

"Foi emocionante. Hoje foi um momento único, de reflexão e agradecimento por essa oportunidade de contato logo no mês dela", comentou Nadja Barros, do Núcleo de Engenharia (NEG). "É de grande importância trazer Nossa Senhora nessa semana tão difícil para o Tribunal pela perda do conselheiro João Campos. A imagem traz uma tranquilidade para a Casa, algo fundamental para nós agora. É uma forma de renovação”, falou Gustavo Pimentel, do Gabinete do conselheiro Carlos Porto.

CELEBRAÇÃO - O objetivo da peregrinação é a comemoração dos 100 anos de coroação canônica de Nossa Senhora do Carmo, que aconteceu no dia 21 de setembro de 1919. A benção foi solicitada pelo povo pernambucano ao então papa Bento XV, por meio de um abaixo assinado. O pedido aconteceu 10 anos antes, quando a santa foi nomeada padroeira da Cidade do Recife. As celebrações de Nossa Senhora do Carmo na cidade ocorrem, este ano, após a peregrinação, entre os dias 06 e 16 de julho.

"Maria tem vários títulos. Cada povo, cada lugar escolhe amar Maria de uma forma. E o amor por Nossa Senhora do Carmo surgiu assim, no século 12, no Monte Carmelo, em Israel", disse Frei Cassiano. "As imagens sacras são como o álbum da nossa família. Nas nossas casas, temos imagens de nossas pais, avós, pessoas que nos precederam e são importantes para nós. E as imagens sacras são também uma representação da realidade do céu", encerrou.

Gerência de Jornalismo (GEJO), 01/07/2019